Blog Brasilit

Dicas
Saiba quais são as peças complementares de telhado ideais para cada obra

Saiba quais são as peças complementares de telhado ideais para cada obra

01/06/2018

Já pensou ver a casa do seu cliente infiltrada por água depois de uma chuva forte? Finalizar a aplicação de telhas não é apenas um mero serviço de acabamento estético. Longe disso! 

A instalação de peças complementares é imprescindível para que você obtenha os melhores resultados em termos de desempenho das telhas. 

Entendendo bem os complementos das partes do telhado você aprimora a vedação, evitando goteiras e outros problemas decorrentes da passagem de água entre as telhas. Com isso, seus clientes estarão mais satisfeitos e você evitará retrabalho.

Porém, muitas pessoas, por não conhecerem as peças complementares corretas para as telhas, acabam utilizando cumeeiras e rufos de outros materiais, e ainda rejuntam as frestas com massa de cimento, porque essas peças não se encaixam com as telhas de fibrocimento, e aí é que mora o perigo. Com o decorrer do tempo, essa massa de cimento vai trincar, se soltar e começarão as famosas goteiras dentro de casa. 

Para evitar isso, conheça nesse artigo quais são as peça adequadas para seu telhado. Vamos lá?

Quais são as principais peças complementares para telhados?

 

Espigão

O espigão é aplicado na junção de dois lados do telhado - ou seja, nas quinas que estão oblíquas ao teto no encontro entre duas telhas de diferentes partes do telhado, criando um divisor de águas. 

Sobreposta às telhas, essa peça garante uma vedação extra justamente em uma das áreas do telhado mais expostas, pois o ângulo formado entre as folhas é um prato cheio para a entrada de água das chuvas.

Cumeeira

No encontro de duas telhas, não há o encaixe perfeito e para preencher esse pequeno espaço e garantir total cobertura para evitar entrada das águas da chuva é preciso a cumeeira.

É a parte mais alta do telhado, onde está a maior viga de madeira, e fica posicionada no ponto de encontro das superfícies inclinadas. 

Funciona como um espigão, porém paralela ao teto - por isso que também é comumente chamada de espigão horizontal.

Leia também: Como montar um telhado: passo a passo para não ter erro

Rufo

 

Atua em mais um ponto de vulnerabilidade: no encontro das telhas com a parede, para que a água não infiltre nas paredes e muros da casa. Se bem instalado nas telhas, o rufo evita problemas decorrentes da infiltração, como o mofo e até o apodrecimento das paredes de alvenaria.

Versátil, pode ser encaixado nas mais diversas posições. Existe o pingadeira e capa, que ficam por cima da parede, o interno - localizado entre as paredes e o telhado - e o externo - na parte de cima do telhado. 

Cumeeira Shed

 

A cumeeira shed é um tipo de telha com formato diferenciado para fazer a cobertura da união na parte superior de duas águas de um telhado. Existem diversos tipos de cumeeiras, sendo a shed uma das mais conhecidas.

Ela é utilizada quando o telhado e a parede terminam juntos, sendo que o arremate é feito externamente por uma aba lisa.

Ideal para finalizar projetos de telhados com apenas uma água, podendo ser virada para o lado esquerdo ou para o lado direito dependendo da estrutura de como as telhas foram dispostas.

No vídeo abaixo, você pode saber um pouco mais sobre as diferentes peças complementares para telhados:

Com a escolha de peças complementares corretas, você terá a garantia de telhas bem instaladas e evitará problemas a curto e médio prazo, principalmente na época das fortes chuvas, além de ter um acabamento muito mais elegante.

E se você deseja um resultado extra, além da vedação, a Brasilit possui a linha de telhas e complementos TopComfort, a primeira cobertura desenvolvida com propriedades térmicas. Além de ter a instalação mais prática semelhante a um fibrocimento, ela reduz a temperatura interna do ambiente em até 8ºC, economizando energia para climatização por refletir grande parte dos raios solares que incidem sobre as telhas.