Modelos de forro para tetos: qual usar no meu imóvel?

Dicas
Modelos de forro para tetos

Modelos de forro para tetos: qual usar no meu imóvel?

05/02/2021

Sejam eles de gesso, cimento ou até de PVC, a verdade é que os nossos tetos e seus forros têm ganhado cada vez mais opções personalizadas e a possibilidade de imprimir o conceito arquitetônico escolhido pelo consumidor em seu resultado - sem esquecer, claro, da característica fundamental de evitar o ingresso de água na edificação.

Não é segredo que essa etapa da construção é fundamental para garantir o isolamento térmico e acústico do imóvel, além de proporcionar acabamentos diferenciados. Mas qual a diferença entre os forros para teto? Vamos descobrir! 

Qual forro usar no meu teto?

PVC

O forro em PVC é um dos mais tradicionais no Brasil, que pode ser usado em áreas residenciais ou profissionais, internas ou externas.

Esse tipo de aplicação pode ter o melhor orçamento por conta da não obrigatoriedade de mão de obra especializada para montagem e por ter uma boa durabilidade - pontos extremamente importantes na hora de montar a arquitetura do seu imóvel. 

É, ainda, indicado para regiões mais expostas a umidade, já que é impermeável. Fique atento apenas na necessidade de recortes para luminárias e ventiladores onde o material será colocado, pois o manuseio da peça pode não permitir um acabamento refinado.

Também vale reforçar que essas placas não oferecem o melhor isolamento acústico e térmico. Por isso, se escolher esse material, é sugerido usar uma lã entre o forro e o telhado.

A Subcobertura Solarmaxxi 4+ ou a Manta Isolante Premium da Brasilit, por exemplo, ajudam no conforto acústico e térmico, reduzindo em até 8°C a temperatura do ambiente interno e podendo economizar até 30% no gasto de energia de climatização, além de proteger contra vazamentos do telhado.

Gesso

Extremamente popular, esse acabamento pode dar mais estilo e requinte ao ambiente, especialmente se falarmos em projetos com rebaixamento.

A Placo, empresa do grupo Saint-Gobain, oferece um modelo de forro para tetos feito com um material que ganhou destaque atualmente e é ideal para quem coloca a praticidade em primeiro lugar: o drywall. Composto por perfis, tratamento acústico (lã mineral – Isover) e gesso. Essa solução é mais resistente ao fogo e a umidade, como também é sinônimo de praticidade no momento da instalação.

As placas de drywall têm acabamento de alta qualidade e, apesar do peso leve, são ideais para a instalação facilitada e sem demora, garantindo acabamento certeiro e duradouro. Também existem placas específicas para diferentes necessidades: standard (ST), antiumidade (RU), LEV, Glasroc X e muitas outras.

E se sua preocupação é a fragilidade das peças, assista a esse vídeo e veja na prática que esse não é o caso.

Madeira

Forro de madeira

Essa opção também é comum em muitas residências, tanto em áreas internas como externas.

Os forros para tetos de madeira são sinônimos de aconchego, em peças laminadas e bastante sutis. Essa textura combina com lugares mais frios, devido ao possível aquecimento espontaneamente gerado, e não é “melhor amiga” de exposição a água.

Por isso, mais uma vez as subcoberturas são as aliadas ideais, funcionando como uma segunda barreira contra a água da chuva, ajudando a evitar as mais do que indesejadas infiltrações.

O Manta Térmica Dupla Face da Brasilit é uma subcobertura térmica que pode ser utilizada para não só proteger o interior da casa contra infiltrações, como também diminuir a temperatura do ambiente em até 5ºC, mantendo a temperatura interna da construção sempre agradável.

Seja drywall, PVC ou madeira, existem opções de forros para teto para todos os gostos e bolsos. Portanto, o importante é entender as suas características para entender qual se encaixa melhor para a sua obra.